Você está aqui: Página Inicial > Notícia > MEC realiza I Fórum de Discussão de Resultados das Avaliações Diagnósticas e Formativas

Todas as notícias Categorias

23/05/2022Undime

MEC realiza I Fórum de Discussão de Resultados das Avaliações Diagnósticas e Formativas

O objetivo é divulgar a análise dos resultados já indicados a partir da aplicação do Primeiro Ciclo de Avaliações Diagnósticas e Formativas

(Foto: Luis Fortes/MEC)

O Ministério da Educação realizou na última quinta-feira, 19 de maio, o "I Fórum de Discussão de Resultados das Avaliações Diagnósticas e Formativas". O evento discutiu os resultados do Primeiro Ciclo de Avaliações Diagnósticas e Formativas, que faz parte do plano de recuperação das aprendizagens perdidas em decorrência dos efeitos da pandemia da covid-19.

O Primeiro Ciclo das Avaliações Diagnósticas e Formativas de 2022 foi disponibilizado em março e as redes já estão realizando os lançamentos dos resultados em relação aos componentes de língua portuguesa, incluindo fluência e matemática dos resultados mapeados em toda a etapa da educação Básica. De acordo com o ministro da Educação, Victor Godoy, a plataforma já apresenta mais de 3 milhões de lançamentos e mais de 4,4 milhões de estudantes já cadastrados. “Essa ferramenta, muito em breve, vai se tornar um dos maiores repositórios de dados de avaliação da educação básica em todo o mundo”, afirmou.

O evento aconteceu nos 19 e 20 de maio em parceria com o Centro de Políticas Públicas e Avaliação da Educação da Universidade Federal de Juiz de Fora (CAEd/UFJF), a Universidade Federal do Ceará (UFC) e a Universidade Federal de Alagoas (Ufal). Foram apresentados e discutidos os dados agregados do ensino médio, na quinta-feira (19), e apresentadas e discutidas as informações referentes ao ensino fundamental – anos iniciais e finais, na sexta-feira (20).

Considerando que as avaliações educacionais são fundamentais para a tomada de decisões de gestores e professores e para que elas cumpram esse objetivo, o secretário de Educação Básica do MEC (SEB/MEC), Mauro Rabelo, explicou, durante a solenidade, que os dados obtidos com as Avaliações Diagnósticas e Formativas darão insumos para a criação de cadernos personalizados para suprir a defasagem nos temas mais carentes. “Nessa ação, que nós estamos chamando de ação de recuperação das aprendizagens, vem atrelada à construção de materiais pedagógicos, cadernos que vão ser utilizados por monitores especialmente capacitados para tentar acelerar esse processo de aprendizagem para recuperar e recompor aquilo que ficou para trás, depois de praticamente 3 anos sem aulas presenciais”, explica o secretário Rabelo.

O diretor de Políticas de Alfabetização da Secretaria de Alfabetização (Sealf), Fábio Gomes, também destacou a avaliação formativa, que vem sendo realizada com os ciclos avaliativos, e tem por objetivo acompanhar a evolução da aprendizagem de cada estudante ao longo do ano letivo, de forma a proporcionar feedbacks imediatos ao professor, ao coordenador pedagógico e ao diretor. “Temos vários ciclos de avaliação todo o ano, cada um com suas avaliações específicas e calibradas para as aprendizagens esperadas naquele momento do ano letivo”, afirmou Fábio Gomes, e detalhou: “após a aplicação de cada ciclo, o professor recebe as devolutivas que apontam quais foram as dificuldades detectadas para o aluno e para a turma, permitindo um acompanhamento individualizado para mitigar as defasagens educacionais identificadas”, finalizou.

Criação das avaliações

O processo de criação das Avaliações Diagnósticas e Formativas de 2022 foi realizado em parceria com diversos atores, como universidades federais e entidades representativas da educação. O presidente da União dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime) e Dirigente Municipal de Educação de Sud Mennucci/SP, Luiz Miguel Martins Garcia, que também atuou no projeto, reforçou a importância da realização periódica e constante de avaliações na educação. “Esperamos criar, cada vez mais, instrumentos que possam aproximar a avaliação do dia a dia, tirar os mitos sem tirar a profundidade do processo de avaliação conceitual”.

A posição foi reforçada pela vice-presidente do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed), Cecilia Motta. “O MEC tomou uma posição acertadíssima de fazermos o diagnóstico para mostrar como cada turma está. Então esse panorama que a avaliação vai trazer para gente, além daquelas que fizemos, vai nos dar uma clareza maior”, afirmou.

O presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Danilo Dupas, também exaltou o Programa e clamou por mais iniciativas estratégicas em benefício da educação no país. “Essa ação é mais um exemplo de como, juntos, podemos dar mais racionalidade às avalições da educação básica do Brasil. Nesse caso, permitiu e permite aos gestores, perante essas informações, atuarem de forma assertiva em prol do aprendizado efetivo para as nossas crianças”.

O evento foi transmitido pelo canal do MEC no Youtube. Confira:

19 de maio - clique aqui
20 de maio - clique aqui

Clique aqui e acesse a plataforma de Avaliações Disgnósticas e Formativas.

Fonte: MEC com adaptações

https://www.gov.br/mec/pt-br/assuntos/noticias/mec-realiza-i-forum-de-discussao-de-resultados-das-avaliacoes-diagnosticas-e-formativas 


Parceria institucional